Informações sobre o 7o Congresso Brasileiro de Eneagrama por André Prudente

Entre os dias 21 e 24 de Agosto de 2014 aconteceu o VII Congresso Brasileiro de Eneagrama em Teresópolis/RJ. Em uma cidade marcada pela dor da tragédia gerada por um enchente devastadora, entusiastas e profissionais do eneagrama se reuniram para aprender a Transformar com Alegria. O tema deste evento não foi escolhido à toa.

Nossa intenção enquanto Diretoria da IEA Brasil era levar para aquela comunidade o amor suave que transmuta o sofrimento em oportunidade de crescimento.

Por isto, com muito respeito e humildade, convocamos nossos associados e congressistas para criarmos uma egrégora de felicidade que nos inspirasse para tão nobre missão.

A união de voluntários engajados, participantes motivados e professores dedicados promoveu uma conferência profunda na qual o riso foi parte do despertar da consciência.

Contamos com um pré-congresso e uma palestra amorosa e esclarecedora do Russ Hudson, a qual deixou todos encantados e emocionados. Tivemos vivências e palestras sensíveis e de alto nível de excelência com professores brasileiros que são referência nacional e até internacional nas suas áreas de aplicação do eneagrama.

Iniciamos a organização de mesas-redondas com três pequenas palestras de professores que estão iniciando à sua jornada junto à IEA Brasil, o que abriu espaço para novos profissionais da área compartilharem as experiências e conhecimentos que estão adquirindo nos seus locais de trabalho. Participamos de uma festa maravilhosa, com direito a muito samba (gênero musical tipicamente brasileiro) e até participação especial do Russ Hudson cantando e tocando para a animação do público.

Vivemos a experiência indescritível de sairmos do conforto do hotel e participarmos das Oficinas Sociais com o Eneagrama.

As duas maiores riquezas da IEA Brasil são: 1) estarmos conseguindo estimular o respeito mútuo e até a amizade entre profissionais e escolas com abordagens diversas do eneagrama; 2) o trabalho social junto às comunidades locais que fazemos durante os nossos congressos.

Quanto ao primeiro aspecto, posso dizer que este espírito de inclusão foi selado este ano com o lançamento do livro O Eneagrama em União. Esta primeira publicação da nossa associação é focada na apresentação de diferentes aplicações do eneagrama, por meio de artigos escritos pelos seguintes professores: André Prudente,  Irmã Anelise, Alaor Passos, Domingos Cunha, Leandro Romani, Marilena Bigoto, Mário Sikora (nosso convidado internacional, a quem agradecemos de coração a colaboração) e Urânio Paes.

Quanto ao segundo ponto citado, afirmo que é o tesouro do nosso congresso. Há  cerca seis anos, com o objetivo de comemorar o Dia Mundial do Eneagrama, nós temos dedicado a tarde do sábado do evento para um trabalho social com o eneagrama.

Durante este momento, os professores do encontro foram cada um, junto com um grupo de congressistas, para alguma instituição da comunidade de Teresópolis, a qual trabalha com pessoas em situação de vulnerabilidade social. Lá eles realizaram uma oficina sobre eneagrama (chamada de Oficina Social) para pessoas que não teriam condições financeiras de participar de um curso. A interação entre o profissional, os congressistas e os participantes da comunidade foi (e sempre tem sido) uma experiência transformadora. Todos ficaram impressionados como em duas horas, até pessoas analfabetas, conseguiram se identificar com o conteúdo apresentado e perceber como podem mudar suas vidas se auto-conhecendo com o eneagrama. É até difícil descrever em palavras o que   isto representa para todos nós, mas trata-se de um momento no qual percebemos e vivenciamos que apesar das diferenças sociais, raciais, étnicas e geográficas, na essência somos muito mais parecidos do que imagina o nosso ego.

Portanto, deixo aqui o convite para que qualquer entusiasta ou profissional do eneagrama de qualquer país do nosso globo terrestre venha para o nosso próximo congresso e participe conosco de tudo isto. Será um prazer recebermos cada um de vocês com a alegria brasileira e o calor humano dos trópicos!

Com muito amor,

André Prudente (presidente da IEA Brasil)

Sorry, comments are closed for this post.

Skip to toolbar